terça-feira, 25 de agosto de 2009

DOCE MAGIA


Eu sou a luz que brilha no seu olhar,
Em teus olhos me revejo,
Qual ninfa saída dos mares,
Para aquecer teu coração.
Sou o sorriso iluminando teu rosto,
Ao ganhar um beijo meu.
Eu sou teu corpo cheio de desejo,
Se aconchegando aos braços meus.
Eu sou o teu segredo onde se esconde.
Sou teu querer, tua maior fonte de prazer.
Sou teu sorriso no final do dia,
Sou teus sonhos no amanhecer.
Sou a sombra que te acompanha nas ruas solitárias.
Sou aquela que te guia por entre a multidão.
Na luz do dia me faço teu luar.
Sou tua pele a proteger-te nas noites frias.
Sou o calor que aquece teu corpo.
Sou o perfume nas nossas horas de amor.
Sou tua alma a sorrir...
Sou teu céu iluminado por pontos prateados.
Sou a calmaria após a tempestade.
Sou teu peito nos momentos de dor.
Sou a saudade doída...
És meu amado...Sou tua vida.
És a doce magia que acompanha meus dias.


Suave Toque

4 comentários:

Whispers disse...

Ola Suave Toque!
Um toque de palavras que encanta o coração
Bonito,parabéns e felicidades em teu amor
Mil beijinhos
Rachel

Estrela do Sul disse...

Carinhos...
sentidos pelo meu corpo...
que me seduzem...
que nos arrastam...
mais longe...
para onde sentimos,
o desejo de nos amarmos...
de nos querermos...

Amo-te Poetisa

Beijo com todo o meu Amor

O teu Poeta

Mário Rodrigues

ZezinhoMota disse...

Aproveito de te ler e deixo aqui os votos de feliz fim de semana.

Com muita saúde.

ZezinhoMota

Alma solitaria disse...

Em algum lugar do passado,
ficou algo muito bem guardado...
Ficou aquela doce recordação,
cuja lembrança alegra o coração,
trazendo de novo aquela doce emoção,
vivida naquele breve momento,
com aquele gesto de carinho,
com aquele simples beijinho...
E aquela doce e mera promessa de amor,
ficou como uma linda recordação,
ficou na lembrança, ficou no coração...
Nem sempre podemos ter o que queremos,
mas lembranças doces sempre teremos...
Não podemos deixar perdido no passado,
aquele carinho enamorado,
aquele beijo apaixonado...
Bons momentos jamais devem ser esquecidos,
pois não foram momentos perdidos,
foram sim, momentos de plena felicidade,
que deixaram na alma esta saudade...
Saudade de algo que não se completou,
não estava bem preso e assim se soltou...
Enfim, foram momentos para sempre lembrados...
Doce recordação de carinhos trocados...
De algo que deixou saudade...
mas que trouxe felicidade...